“O que acho estranho é que em candidatos como Sampaio da Nóvoa, estando o país neste estado façam tantos apelos à estabilidade. Estabilidade de quê? De quem ganha 200 euros durante cinco anos? Está estável, mas é triste”







“O ponto da estabilidade não é esse, estamos a jogar um pouco nas palavras. Estabilidade não é estagnação, é um processo de mudança, consistente, coerente”.









"Não chega dar o exemplo"















"O poder judicial tem de ser indepentizado, o orçamento da Justiça tem de ser quatro a cinco vezes superior. Se for Presidente, não aceito 600 milhões de orçamento. E não é por acaso que justiça tem poucos meios, é para não investigar. O poder executivo domina o poder judicial"