A Ministra da Justiça defendeu, esta quarta-feira, durante a abertura do ano judicial, que é necessário a criação de uma base de dados de «predadores sexuais». Em entrevista à TVI24, Paula Teixeira da Cruz afirmou que «quando essa medida for apresentada, concluída e entrar em vigor» será «crucificada».

«Defendo isso desde 1999, não estou a defende-lo agora. Há uma compulsão e uma reincidência nesse tipo de crimes sobre alguém que não se pode defender. Entre o superior interesse da criança e alguém que tende a reincidir - com uma taxa de reincidência tenebrosa - entre dois direitos em colisão eu tenho de escolher e preservar os direitos dos mais fracos. É para isso que eu aqui estou», afirmou.

A ministra lembrou ainda que Portugal não é o único país a criar uma lista de pedófilos na justiça e que gostaria que o sistema português se parecesse com o Francês.

«Eu não quero o sistema extremo do sistema dos EUA, não quero sequer o sistema inglês, mas o sistema francês pode aproximar-se do nosso», reiterou.