O primeiro-ministro e líder do PSD, Pedro Passos Coelho, escusou-se, esta terça-feira, em Bruxelas, a comentar a anunciada disputa pela liderança interna no PS, por não considerar apropriado fazer comentários sobre «a vida dos outros partidos» à margem de uma reunião de líderes europeus.