O PSD vai iniciar, esta segunda-feira, dois dias de jornadas parlamentares, no Porto, dedicadas à «recuperação económica», sob o lema «Acreditar Portugal», com a participação de representantes de associações empresariais e também do socialista João Proença.

Em declarações aos jornalistas, na Assembleia da República, o líder parlamentar do PSD defendeu que há «consistência na recuperação económica» do país e afirmou que os sociais-democratas pretendem «aproveitar várias experiências e testemunhos de agentes económicos que no terreno têm concretizado esse trajeto económico de recuperação em vários setores».

Questionado sobre a presença de João Proença nestas jornadas, Luís Montenegro respondeu que o ex-secretário-geral da UGT e membro da anterior direção do PS liderada por António José Seguro vai partilhar com os deputados do PSD «a sua visão sobre a recuperação da economia e sobre a recuperação do emprego».

Sem querer «particularizar apenas a participação do engenheiro João Proença» nestas jornadas, o líder parlamentar do PSD referiu ainda que o socialista tem uma experiência «relevante» do meio sindical e é atualmente assessor da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), concluindo: «Creio que será uma participação que vai enriquecer os nossos trabalhos».

Luís Montenegro destacou a participação nestas jornadas de representantes de setores como o turismo e as indústrias do calçado e têxtil, que elogiou pela «inovação, empreendedorismo, capacidade de criar emprego».

As jornadas parlamentares do PSD vão decorrer no Centro de Congressos da Alfândega do Porto e serão encerradas pelo presidente dos sociais-democratas e primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, na terça-feira.

Ao contrário das últimas, realizadas em outubro do ano passado, não serão conjuntas com o CDS-PP.

Segundo Luís Montenegro, «os últimos anos têm sido marcados por jornadas parlamentares conjuntas e jornadas parlamentares individuais» e o PSD está «a seguir um rumo de perfeita normalidade nesse campo».