«A negociação que se abriu no seio do Eurogrupo, para permitir que a Grécia possa concluir o seu programa, tem de ser bem aproveitada, é muito importante para a estabilidade da zona euro e para a União Europeia que consigamos que exista uma finalização do programa na Grécia», considerou.


«E relativamente a esse, eu espero que as oportunidades que foram abertas, com o pedido adequado que foi feito pelo governo grego, sejam devidamente aproveitadas para que a Grécia possa concluir estas negociações, fechar esta fase, e, se essa for a sua vontade, partir para alguma outra situação», declarou.


«Quando um país solicita assistência e pede ajuda, inicia-se então um processo com vista a ver em que medida e em que alcance se pode corresponder a esse pedido que é feito, nunca houve nenhum programa que tivesse sido imposto a qualquer país», frisou.