Os presidentes do PSD, Pedro Passos Coelho, e do CDS-PP, Paulo Portas, estiveram reunidos, esta sexta-feira, durante 25 minutos, nas instalações da bancada social-democrata no Parlamento, no final da sessão plenária, reporta a Lusa.

O ex-primeiro-ministro e o ex-vice-primeiro-ministro têm mantido uma relação de proximidade e articulação entre PSD e CDS-PP, mesmo na oposição. Reuniram-se logo no dia em que regressaram ao parlamento, há duas semanas, e depois apresentaram em conjunto uma moção de rejeição ao programa do Governo do PS.

Na quinta-feira à noite, de forma concertada, PSD e CDS-PP realizaram, à mesma hora, reuniões dos seus conselhos nacionais, que terminaram já de madrugada e nas quais foram aprovadas recomendações de voto na candidatura presidencial de Marcelo Rebelo de Sousa com termos semelhantes, dirigidas aos respetivos eleitorados.

No caso dos sociais-democratas, ficou também marcado o calendário eleitoral para 2016 - diretas a 5 de março e Congresso a 1, 2 e 3 de abril - e Pedro Passos Coelho anunciou perante o Conselho Nacional do seu partido a sua recandidatura à liderança do PSD.

Este encontro entre Passos Coelho e Portas aconteceu na sequência dessas reuniões partidárias, e num contexto em que o PSD admite atribuir ao CDS-PP o segundo lugar numa lista ao Conselho de Estado, que terá de ser apresentada até à próxima quarta-feira, dia 16.