O XXV Congresso do CDS-PP prestou, este sábado, homenagem a Eusébio e guardou um minuto de silêncio em memória do antigo futebolista, que morreu domingo passado. Após o minuto de silêncio, os delegados e a mesa do Congresso saudaram a memória de Eusébio da Silva Ferreira com uma salva de palmas.

O presidente da mesa do Congresso, Luís Queiró, enalteceu o «ídolo» e o «futebolista de eleição» que gerava «simpatia com facilidade» e unia aplausos de adeptos de vários clubes.

o XXV Congresso do CDS-PP começou este sábado, cerca das 11:45 horas em Oliveira do Bairro, com 45 minutos de atraso face à hora prevista. À hora a que o Congresso devia ter começado, 11:00, a sala estava ainda vazia e os delegados recolhiam as suas acreditações.

Coube ao presidente da mesa do Congresso, Luís Queiró, abrir os trabalhos, num palco dominado pelo azul e branco, com painéis ligados uns aos outros, fazendo lembrar ondas.

O líder do CDS-PP, Paulo Portas, que já se encontrava no piso superior do Espaço Inovação, na zona industrial de Oliveira do Bairro, desceu à zona das acreditações, às 11:00 em ponto, tendo cumprimentado os militantes e prestado breves declarações aos jornalistas.

Paulo Portas entrou na sala onde vai decorrer o Congresso cerca das 11:35, tendo sido aplaudido pelos militantes que já se encontravam no espaço da reunião.

O XXV Congresso do CDS-PP decorre até domingo em Oliveira do Bairro (Aveiro).