O PS falhou esta sexta-feira, pela terceira vez, a eleição de um deputado para representante no Conselho Superior de Segurança Interna.

O deputado socialista Fernando Anastácio conseguiu 106 votos, menos que os dois terços necessários para garantir a eleição, que no caso seriam 133 votos favoráveis. De acordo com informações da mesa da Assembleia da República, em 200 votantes, 71 votaram em branco e houve 23 nulos.

Esta foi a primeira vez que Fernando Anastácio foi a votos, depois de Jorge Lacão ter ficado aquém da fasquia dos dois terços em dois anteriores atos eleitorais para o Conselho Superior de Segurança Interna.

Para o Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida, foram eleitos Carlos Calhaz Jorge, Eurico Reis, Joana Guimarães, Carla Rodrigues e Sérgio Castedo, exatamente a atual composição deste órgão.

Estes nomes, que apenas precisavam de maioria simples, registaram 162 votos favoráveis, 31 brancos e 7 nulos.