Constança Cunha e Sá avisou esta terça-feira que, com o regresso da Irlanda aos mercados sem qualquer ajuda, Portugal vai ser «a cobaia» de um programa cautelar.

Na TVI24, a comentadora acusou Cavaco Silva de «abrir caminho para o Governo» e de «esconder os riscos inerentes» a um programa cautelar. Isto depois de o Presidente da República ter defendido, esta terça-feira, que uma saída do programa de ajustamento igual à da Irlanda tem custos que podem ser minorados com um programa cautelar.

«O que o Presidente se esquece, misteriosamente, de falar é das contrapartidas do programa cautelar. (...) É uma coisa extraordinária que o Presidente esconda ao país que o programa cautelar não é apenas uma linha de crédito, que nós podemos usar, ou não, sem mais. Não. O programa cautelar exige condições ao país», afirmou a comentadora, no espaço de análise nas «Notícias às 21:00».

«Nós vamos ser as cobaias do programa cautelar. Como a Irlanda desistiu do programa cautelar (...) não podemos beneficiar das exigências que ela poderia fazer se fosse à frente a desbravar caminho. Sem a Irlanda, vamos ser as cobaias de uma coisa que ninguém sabe muito bem o que é e que vai ser aplicada pela primeira vez», defendeu.