Augusto Santos Silva defende a demissão do ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros. O comentador da TVI24 diz que Rui Machete é um dos três cadáveres políticos do Governo e sente vergonha por a diplomacia portuguesa estar nas mãos dele.

«Eu sinto vergonha por a diplomacia portuguesa estar a ser chefiada por quem não tem condições políticas. As justificações que Machete dá são uma forma quase de nos chamar estúpidos», afirmou Santos Silva, nesta terça-feira, no programa Política Mesmo.

«Em rigor não é assassinato, é suicídio», acrescentou ainda o socialista, referindo-se à denúncia de Rui Machete de que estaria a ser alvo de um campanha de «assassinato político».

Por tudo isto, Santos Silva sugeriu mesmo ao Governo que não acumulasse «tantos cadáveres políticos no seu interior», falando concretamente de Maria Luís Albuquerque, Rui Machete e Paulo Portas.