«Seguro entrou numa lógica de populismo», afirmou Constança Cunha e Sá esta quarta-feira à noite no seu comentário na TVI24. A comentadora residente da TVI considera que uma reforma da lei eleitoral é «importante», mas a proposta apresentada, esta semana, pelo atual líder do PS é «inoportuna».

Na sua opinião aquilo «não é uma reforma, é uma folheca com três pontos». Diz mesmo que não está «sustentada em coisa nenhuma» e nem sequer foi discutida dentro do próprio Partido Socialista.

A comentadora relembra ainda que em 2007, o PSD apresentou uma proposta semelhante, também para reduzir o número de deputados para 181 e que, nessa altura, o PS se mostrou contra. Por isso, que saber, «porque agora considera que sim».