Está a esgotar-se o prazo para o Presidente da República pedir ao Tribunal Constitucional a fiscalização preventiva do diploma da convergência das pensões.

Na TVI24, Manuela Ferreira Leite diz que se fosse Presidente da República provavelmente mandava a lei para os juízes do Palácio Ratton. «Provavelmente mandava para o Tribunal Constitucional».

Sobre as palavras de Mário Soares, que apelou, em entrevista à TVI24, à demissão de Cavaco Silva e Passos Coelho, a comentadora disse que «em democracia toda a gente pode dizer o que quer», mas sublinhou que devem ser respeitadas as entidades.

Manuela Ferreira Leite não quis alongar-se nos comentários sobre o encontro patriótico promovido por Mário Soares, mas não conteve uma crítica sobre o que considerou ser um debate sem ideias para ajudar a resolver os problemas do país. «Teria gostado de ouvir sugestões para ajudar a resolver os problemas».

Sobre a constante comparação das condições dos resgates financeiros a Portugal e à Irlanda - e até mesmo por membros do governo, incluindo o primeiro-ministro - Ferreira Leite considera: «Comparação entre Portugal e a Irlanda é absurda».