«Roma vai desonerar salários quando já não tiver império»