Marcelo Rebelo de Sousa diz que o Governo ao criar um braço de ferro em torno da decisão do tribunal não tem qualquer objetivo de convocar eleições antecipadas. No seu comentário semanal na TVI, o professor afirmou ainda que o pedido de aclaração ao Tribunal Constitucional é um disparate.

«Pedido de aclaração foi um disparate e um erro de direito», afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, acrescentando que Governo criou drama, mas não para convocar eleições.

Já sobre a crise no PS, o professor diz que António Costa é visto como uma espécie de Messias entre os socialistas, enquanto António José Seguro está desgastado. Marcelo Rebelo de Sousa acrescenta que as eleições primárias no PS deviam ser já em julho e não em setembro, até porque «o PS está sem liderança» visto que Seguro está a perder apoio a cada dia que passa.

«É terrível bater num leão moribundo e portugueses nisso são terríveis», acrescentou o comentador.