Constança Cunha e Sá aponta que «anda tudo a falar que há um novo Governo», mas que «não há uma nova troika». E assim, considera que «a relação com a troika vai pôr um travão às medidas que Paulo Portas ou Pires de Lima querem para a economia».

«O CDS fica amarrado a esta solução. Ao contrário de quem diz que Paulo Portas sai grandemente vitorioso disto, eu acho que Pedro Passos Coelho conseguiu amarrá-lo ao Governo», afirma a comentador da TVI acrescentando que «a partir de agora deixámos de ter um CDS com um pé fora e um pé dentro» do Governo.

«A partir de agora, PSD e CDS perceberam que vão os dois ao fundo ou que sobrevivem até 2015», conclui Constança Cunha e Sá.