Marcelo Rebelo de Sousa questionou, este domingo, os relatórios apresentados esta semana, no seu comentário semanal no Jornal das 8 da TVI.

«Praticamente no mesmo dia foram anunciados dois relatórios: o relatório do PSD sobre a natalidade e o relatório do Governo sobre o IRS», afirmou o comentador da TVI acrescentando que os relatórios «não só se conjugam, como se complementam».

No entanto, apesar de ambos estarem «bem feitos», apenas o relatório sobre o IRS «tem quantificação».

«Os relatórios não dizem exatamente o mesmo. Um não está quantificado e o outro está. E a pessoa que olha para isto diz: entendam-se. Por uma razão muito simples: os pais vão poder ter filhos ou não?», questionou Marcelo Rebelo de Sousa.

O comentador da TVI afirmou acreditar que António José Seguro deu um trunfo à borla a António Costa quando o deixou ficar a dizer sozinho que o seu candidato a Belém é Guterres. Marcelo Rebelo de Sousa disse que o candidato da esquerda está arrumado, mas falta agora PSD e CDS se entenderem, já que os dois partidos da coligação se dividem em matéria de presidenciais de 2016.

O comentador da TVI comentou também a crise no Grupo Espírito Santo, considerando que desde o tempo de António Guterres que o poder político ficou refém do poder económico.

Marcelo Rebelo de Sousa fez ainda um balanço da vida política de Cavaco Silva, dizendo que o atual presidente tinha muito mais perfil para ser primeiro-ministro. Para o comentador da TVI, têm sido mandatos em que Cavaco se retrai cada vez mais.