Constança Cunha e Sá considera que as palavras de Passos Coelho sobre o «choque de expectativas» que o Orçamento do Estado para 2014 vai criar levam a crer que vem aí um «reforço da austeridade».

«Este orçamento de 2014 vai ser de uma violência brutal», resumiu.