Augusto Santos Silva diz que a posição do Presidente da República é clara, quando Cavaco Silva defende que devem ser repostos os cortes feitos nos salários e pensões.

«Cavaco Silva é claro: devem ser repostos cortes nos rendimentos», disse Santos Silva.

Já o governo, considera o comentador, prefere tornar definitivos os cortes temporários.

«Opção do governo é tornar definitivos os cortes temporários», afirmou o comentador.