Manuela Ferreira Leite diz que o «relatório do FMI é um bocadinho decepcionante». Na TVI24, nesta terça-feira, a comentadora estranha que o Fundo Monetário Internacional fale de medidas para 2015 e 2016 já depois de terminar o programa de ajuda externa.

Para a antiga ministra das Finanças, isso só faria sentido se o FMI achasse que é preciso um segundo resgate.

«Deixa-me perplexa o programa terminar em 2014 e o FMI dar ordens para 2016. O que é que o FMI tem a ver com 2016? Nada! Era sinal que havia um outro resgate», argumentou, considerando que «vão ser absolutamente necessárias medidas de austeridade depois de 2014».

«Vamos ser os primeiros a negociar um programa cautelar»

«Se estiver com 40 de febre e passar para 39,8 é bom»