Marcelo Rebelo de Sousa não percebe a indignação dos socialistas com o fecho de 20 tribunais porque, recorda, o memorando de entendimento negociado pelo PS até previa mais encerramentos. O comentador TVI diz, no entanto, que o Governo está agora obrigado a compensar os 20 municípios que ficaram com o acesso à justiça mais condicionado.

«O memorando previa não sei quantos tribunais para acabar, mais do que aqueles que agora acabam e, portanto, não percebo por que é que o Partido Socialista faz um barulhão, quando aceitava a acabar com mais tribunais. O que é que o Governo vai fazer para que a vida mude nesses municípios e eles não morram? Porque se um tribunal desaparece é mais uma catanada num município, pois se as pessoas não têm acesso à justiça não é tão fácil ter lá empresas ou viverem lá pessoas. Portanto, o Governo deve compensar com fundos comunitários. Certamente que o ministro Poiares Maduro vai olhar com carinho para estes municípios onde desaparecem os tribunais para ver o que é possível fazer para no futuro voltar a haver gente, a haver empresas, voltar a haver mais de 250 processos», afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, neste domingo, no Jornal das 8.