Constança Cunha e Sá criticou os números da execução orçamental, divulgados esta quinta-feira, que revelaram um melhoramento do défice das administrações públicas em relação ao mesmo período do ano passado, mas que piorou em relação ao mês de março.

A comentadora da TVI24 afirma que a dívida já ultrapassou as previsões do governo, ao atingir 132,4% do PIB, e que ficou provado que já se tornou «insustentável».

«Esta dívida é insustentável. Não há forma de nós chegarmos a 2018 com 60% da dívida como exige o tratado europeu», afirmou.

Cunha e Sá afirma que estes números mostram que todo o esforço exigido aos portugueses é «consumido» pelos juros da dívida.



Veja o comentário de Constança Cunha e Sá na íntegra AQUI