Manuela Ferreira Leite diz que o governo tem tomado muitas medidas contrárias a uma reforma do estado. Na TVI24, a comentadora diz que é preciso envolver todos os partidos do arco da governabilidade na discussão sob pena de comprometer a reforma.

«Muitas das medidas que têm sido tomadas e que têm sido tomadas de forma cega, como os cortes em salários, a redução de determinado tipo de despesas, são exatamente contrárias à lógica de uma reforma», disse, considerando que as medidas têm sido «cegas e transversais sem qualquer espécie de ideia do modelo que esteja subjacente».

A ex-líder do PSD defende ainda que a reforma do Estado deve contar com o acordo dos partidos do «arco da governação». «Pode comprometer tudo se não ficarem envolvidos todos os partidos que podem vir a governar o país», disse.