Marcelo Rebelo de Sousa criticou o «tom» com que Mário Soares se referiu à eventual ligação de Cavaco Silva ao BPN, considerando que o Presidente da República não devia ter respondido.

«Estamos habituados a críticas a Cavaco sobre o BPN, mas é a primeira vez que um antigo PR pede o julgamento do Presidente em funções. E sem trazer nada de novo, sem dizer que sabe coisas e que vai participá-las ao Ministério Público», afirmou, no Jornal das 8 da TVI.

Para o comentador, este episódio «não foi bom para Soares, para a instituição presidencial nem para a democracia».

«Mostra que há um tom muito duro, violento, crispado na vida política. A agressividade está a subir a um tom que não sei onde vamos parar», lamentou.

Marcelo admitiu que «preferia que Cavaco não tivesse respondido».