Augusto Santos Silva considera que os desentendimentos no seio da maioria sobre a existência ou não de novos cortes são fruto de uma clara descoordenação política.

Uma «descoordenação política» que «só pode ser imputada a Pedro Passos Coelho», na opinião do comentador da TVI24.

Santos Silva disse mesmo, nesta terça-feira, no programa Política Mesmo, que «Luís Montenegro falou de mais ou antes do tempo e a ministra desmentiu-o».

Recorde-se que o líder parlamentar do PSD afirmou que não iria haver mais cortes, ao contrário do que declararam o primeiro-ministro e Maria Luís Albuquerque.