Marcelo Rebelo de Sousa considera que o Presidente da República terá um trabalho difícil pela frente na reunião do Conselho de Estado marcada para esta quinta-feira, uma vez que, na sua opinião, não haverá consenso entre os partidos.

«Não parece fácil haver um consenso entre PS, PSD e CDS, não só por causa das ideias, mas porque o PS ainda não sabe qual é o líder que vai mandar no partido a partir de setembro. E a agravar isso, António José Seguro hoje [domingo] disse que esperava do Conselho de Estado uma posição que é exatamente a oposta daquela que defendem PSD e CDS. Como quem diz: 'se esperam que dê consenso, dou consenso para aquilo que quero, para o que vocês querem não há consenso'. Já assisti a milagres, mas diria à partida que o contexto que rodeia este Conselho de Estado não é fácil para que haja consenso nem político nem em termos de calendário eleitoral», afirmou o comentador da TVI, neste domingo, no Jornal das 8.

«Banca portuguesa está blindada e está segura»

Dedicatória de Marcelo a Judite Sousa