Constança Cunha e Sá lembra que «o país está parado há três semanas» e que, agora que foi anunciado que os partidos não chegaram a acordo para um compromisso de salvação nacional, «quem perdeu, essencialmente, foi o país».

«Agora que o pano caiu, os mercados vão exigir explicações e vão pressionar muito mais Portugal do que antes», considera a comentadora de política da TVI referindo que «uma coisa é pressionar Portugal por eleições, outra coisa é esse descalabro sem sequer ter as vantagens daa eleições».

«Era muito difícil aos partidos chegarem a acordo nesta altura», assegura Constança Cunha e Sá explicando que «não faz sentido que o Presidente tenha apresentado isto» e que Cavaco Silva «voltou ao ponto de partida, mas voltou diminuído».