O Presidente da República eleito garantiu, esta terça-feira, que falará aos portugueses quando tomar uma decisão sobre a promulgação do Orçamento do Estado, escusando-se a comentar o tom em que decorreu a discussão no Parlamento.

“Falarei mesmo. Será talvez – tirando o discurso da posse – a primeira ocasião em que me dirijo aos portugueses -, explicando a posição do futuro Presidente da República sobre o Orçamento do Estado”, disse Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas, quando questionado sobre a discussão do documento que decorreu no Parlamento.

De acordo com a Lusa, Marcelo Rebelo de Sousa falava à entrada para um jantar de despedida na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, onde entrou pela primeira vez há 50 anos, como aluno, e onde ainda pretende dar uma última aula de Direito Administrativo, na próxima semana.

“Disse aqui, neste mesmo local, que a minha função, uma das funções essenciais, é descrispar a sociedade portuguesa”, respondeu, perante a insistência dos jornalistas.

O presidente eleito reforçou a ideia de que pretende promover o diálogo, o entendimento e “ultrapassar tensões” que sempre existem na política: “Tentarei fazê-lo falando a propósito do Orçamento e de outros temas. Penso que é uma das missões do Presidente da República nos próximos tempos”.

“É a minha função, a partir do momento em que tomar posse, contribuir para que haja um período de estabilização na vida política portuguesa, o que significa sem crises, sem ambiente de campanha eleitoral sistemático, porque já tivemos um período longo de campanhas eleitorais e o país não pode viver sempre em campanha eleitoral”, afirmou.

Marcelo Rebelo de Sousa foi eleito a 24 de janeiro e tomará posse como Presidente da República a 09 de março.