As jornadas parlamentares conjuntas do PSD e do CDS-PP começam esta segunda-feira em Lisboa, naquele que os líderes parlamentares definiram como um momento de «explicação» do Governo, representado por todos os ministros, sobre o Orçamento do Estado.

As jornadas parlamentares do PSD e do CDS-PP vão decorrer até terça-feira, na Assembleia da República, repetindo um modelo iniciado no ano passado, em que participam todos os ministros do Governo, com o vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, a abrir, e o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, a encerrar.

«A nossa intenção é promover entre os dois grupos parlamentares da maioria um amplo debate sobre a proposta do Orçamento do Estado. Indo com profundidade à avaliação do trabalho que tem sido feito em cada um dos ministérios e as perspetiva aos próximos tempos. Nomeadamente o impacto nas reformas», afirmou o líder parlamentar social-democrata, Luís Montenegro.

Em conferência de imprensa conjunta com o líder parlamentar do CDS-PP, Nuno Magalhães, Montenegro antecipou que «será proporcionado a todas e a todos os deputados dos dois grupos parlamentares uma interação direta com os membros do Governo».

Nuno Magalhães salientou que, apesar «dos sinais da economia», o Orçamento do Estado para 2014 «não deixa de ser um Orçamento exigente e isso exige explicação».

«A explicação é tão melhor dada quanto os deputados da maioria e os grupos parlamentares da maioria forem municiados com informação o mais completa possível», considerou o líder da bancada centrista, antecipando um «debate franco, leal e direto entre os grupos parlamentares e os membros do Governo».

Hoje intervêm nas jornadas o ministro da Saúde, Paulo Macedo, o ministro da Educação, Nuno Crato, o ministro da Solidariedade, Pedro Mota Soares, o ministro da Presidência, Luís Marques Guedes, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, o ministro da Defesa, José Pedro Aguiar-Branco, o ministro da Administração Local, Miguel Macedo, e a ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz.

No segundo dia, na terça-feira, participam o ministro da Economia, António Pires de Lima, o ministro do Ambiente, Jorge Moreira da Silva, a ministra da Agricultura, Assunção Cristas, e o ministro Adjunto Miguel Poiares Maduro.

As sessões de abertura e encerramento terão igualmente intervenções do líder parlamentar social-democrata, Luís Montenegro, e do líder parlamentar centrista, Nuno Magalhães.