O ministro da Presidência considera que a decisão do Presidente da República de não solicitar a fiscalização sucessiva do Orçamento do Estado para 2014 revela preocupação com o «interesse nacional» e não «cumplicidade» com o Governo.

«O Presidente da República, a ter cumplicidade, é com o interesse nacional, a mesma que o Governo também tem», afirmou Luís Marques Guedes em conferência de imprensa após a reunião do Conselho de Ministros.

De acordo com o ministro da Presidência, «o Governo está convicto que colocou no OE2014 medidas que respeitam a Constituição numa situação de emergência como aquela em que o país se encontra».

«A haver aqui cumplicidade não é entre o Governo e o Presidente da República, mas do Governo e do Presidente da República com o interesse nacional», rematou o governante.