O Conselho Nacional do CDS-PP reúne-se em Elvas este sábado para preparar o partido o ano de 2015, que será marcado por eleições legislativas, visando criar um «contrato de confiança» com eleitorado e militantes.

«Não escondemos que 2015 será particularmente exigente e temos de estar preparados para ter uma agenda e um contrato de confiança com o eleitorado e com os militantes, do ponto de vista do reforço desta tendência de crescimento económico», afirmou à Lusa o líder parlamentar do CDS-PP, Nuno Magalhães.

Com sete pontos na ordem de trabalhos, a reunião do Conselho Nacional do CDS-PP terá ainda espaço para debater uma proposta que o presidente do partido, Paulo Portas, irá apresentar para a reposição do feriado de 01 de Dezembro, eliminado da legislação com a aprovação de um novo Código do Trabalho em 2012.

Segundo Nuno Magalhães, fora da agenda estará qualquer discussão sobre a coligação ou sobre se o CDS-PP e o PSD devem concorrer coligados ou em separado às eleições legislativas do próximo ano.

O deputado destacou que um dos temas centrais é a criação do programa de um gabinete de estudos que irá começar a preparar as bases de um «contrato de confiança com os portugueses», dirigido por Graça Moniz e coordenado pela vice-presidente do partido e ministra da Agricultura, Assunção Cristas.

«Uma coisa é independente da outra. O gabinete de estudos servirá para o programa do CDS se a opção for concorrer sozinho ou será um contributo para um programa comum. Mas não creio que seja no fim do ano que se anunciará qualquer coisa sobre a matéria. Não é esse o objetivo, o objetivo é o CDS através do gabinete de estudos construir o tal contrato de confiança com os portugueses», declarou.

Nuno Magalhães sublinhou que agora que «passou o período da excecionalidade, o objetivo é procurar novos caminhos e respostas para o ciclo novo» de 2015.

O Conselho Nacional do CDS-PP, órgão máximo entre congressos, irá discutir e votar moções setoriais de estratégia apresentadas no 25.º Congresso, que se realizou em janeiro de 2014 e que decidiu na altura discutir apenas as moções globais.

Os conselheiros nacionais vão ainda votar o Regulamento dos Autarcas Populares, apresentar uma «nova estratégia de comunicação do CDS-PP», preparada por João Almeida, e fazer «o ponto da situação das comemorações dos 40 anos do CDS».

O Conselho Nacional do CDS-PP reúne-se a partir das 9:30 no Auditório São Mateus, em Elvas, município liderado pelo PS e que elegeu um vereador centrista nas anteriores autárquicas.