O líder parlamentar do CDS/PP disse este domingo que o seu partido vê «muito favoravelmente» a abertura para a «melhoria do salário mínimo nacional», depois do anúncio do primeiro-ministro de que o governo admite essa discussão.

«Digo hoje perante o país que o Governo está disponível para aprofundar o esforço de concertação (...) de modo a trazer para cima da mesa a discussão da melhoria do salário mínimo nacional e a revisão do que tem a ver com as condições da negociação coletiva», disse Pedro Passos Coelho durante a sua intervenção no encerramento do 13.º Congresso Nacional dos Trabalhadores Social Democratas, em Albufeira.

Para Nuno Magalhães, o salário mínimo nacional «é um tema de equidade que tem na Concertação Social a sua sede principal».

«O modelo de desenvolvimento do país, assente em bases sustentáveis, não deve ser um modelo de salários baixos, mas sim de melhorias de produtividade», adiantou Nuno Magalhães.