PSD, PS e CDS-PP afirmaram esta quinta-feira ter aprofundado a discussão de «documentos e contributos» apresentados pelas respetivas delegações na quinta reunião realizada com vista a um acordo de médio prazo proposto pelo Presidente da República.

Esta afirmação foi feita num comunicado divulgado pelos três partidos, no qual não há nenhuma indicação quanto ao rumo das conversações oficialmente iniciadas no domingo, nem é anunciada nenhuma data para uma nova reunião entre PSD, PS e CDS-PP.

Contudo, questionado pela comunicação social, à saída da sede dos centristas, local desta reunião, o dirigente social-democrata Jorge Moreira da Silva disse que «o processo não terminou» e que as partes tinham acertado apenas falar quando este estivesse concluído.

«O diálogo interpartidário prosseguiu com uma reunião realizada com a presença das delegações do PSD, liderada por Jorge Moreira da Silva e integrando Miguel Poiares Maduro e Carlos Moedas, do PS, liderada por Alberto Martins e integrando Eurico Brilhante Dias e Óscar Gaspar e do CDS-PP, liderada por Pedro Mota Soares e integrando Miguel Morais Leitão», refere o comunicado.

Na mesma nota lê-se que, «na reunião, aprofundou-se a discussão sobre os documentos e contributos apresentados pelas três delegações» e que o assessor da Presidência da República David Justino voltou a estar presente, «como observador, para assegurar um conhecimento regular ao senhor Presidente da República» deste processo.

A quinta ronda de negociações já terminou.