O presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP) disse hoje que está a ser negociado com o Governo a criação «de uma organização parecida ou igual à GNR e à PSP» que integre os bombeiros profissionais no país.

«Entre a secretaria de Estado da Administração Interna e a ANBP foi produzido um anteprojeto oficial, que se encontra já com os secretários de Estado da Administração Pública e Local», adiantou Fernando Curto.

Uma reunião com o secretário de Estado da Administração Local está agendada para segunda-feira, para discutir um documento que o responsável espera ser aprovado até ao final do ano, sublinhou o próprio à margem da cerimónia do Dia Nacional do Bombeiro Profissional, em Leiria, durante a qual foram homenageados os bombeiros falecidos durante este verão no combate às chamas.

A uniformização das carreiras dos bombeiros profissionais, assim como o consequente conteúdo funcional, horário de trabalho, avaliação, cartão de identificação igual para todos os bombeiros profissionais e uniformização de fardamentos e seguros são algumas das propostas que constam do documento.

Fernando Curto garantiu que as propostas implicam, inclusive, «menos custos», uma vez que, exemplificou, com a criação de uma única carreira entre bombeiros e sapadores municipais «serão diminuídos postos».