O Presidente da República, Cavaco Silva, classificou esta terça-feira Almeida Santos como “um dos grandes obreiros” do sistema democrático português e endereçou o “mais profundo sentimento de pesar” à família.

Pelas “altas funções” que desempenhou, pelos trabalhos jurídicos que realizou, pelas posições que assumiu, foi “um dos grandes obreiros do nosso sistema democrático”, disse Cavaco Silva numa curta declaração aos jornalistas, a propósito da morte do presidente honorário do PS, que morreu na segunda-feira.

Almeida Santos era “um grande vulto, um dos maiores vultos da nossa democracia, que merece de todos nós o maior respeito”, acrescentou.

O corpo de António Almeida Santos está em câmara ardente numa das capelas da Basílica da Estrela, em Lisboa, e o funeral realiza-se na quarta-feira às 13:00 para o cemitério do Alto de São João, onde será cremado.