"A Assembleia da República expressa a sua mais veemente condenação e o seu mais profundo pesar pelos atentados terroristas de Paris", propõe-se no voto que partiu do presidente do Parlamento.