O Governo inicia a "Volta Nacional Simplex", que arranca em Viseu, num périplo pelas capitais de distrito durante três meses, com o objetivo de identificar os problemas que os cidadãos e empresas enfrentam com a Administração Pública.

A ministra da Presidência e da Modernização Administrativa garantiu esta segunda-feira que o Simplex - programa de simplificação administrativa e legislativa - está de volta e que tem como marca forte a participação de autarcas, empresários e cidadãos.

"Pretendemos passar que o Simplex está de volta: essa é a mensagem principal. O Simplex está de volta com uma marca que queremos que seja muito forte, que é a marca da participação", referiu Maria Manuel Leitão Marques.


Maria Manuel Leitão Marques chegou ao início da manhã de hoje a Viseu num automóvel identificado com o logótipo Simplex, para dar início à "Volta Nacional Simplex", que prevê uma série de encontros com cidadãos, empresários, autarcas e associações em todas as capitais de distrito, de forma a identificar os principais problemas que os utentes enfrentam na sua relação com a administração pública.

"Chegámos em Simplex", apontou, esclarecendo ainda que pretende que este programa do Governo socialista seja ainda mais simples e participado que o lançado há 10 anos e que teve como medida emblemática o Cartão do Cidadão.

Foto: Lusa


À entrada para o encontro com os autarcas, empresários e cidadãos de Viseu, que decorreu no Solar dos Peixotos à porta fechada, a ministra da Presidência e da Modernização Administrativa explicou que pretende identificar as maiores dificuldades sentidas no contacto com a administração pública.

"Hoje estamos aqui para ouvir empresários e cidadãos e, a partir do que nos disserem, quais são os seus pontos de maior dificuldade no seu contacto com a administração pública, vamos construir o Simplex de 2016 e definir prioridades. Se definíssemos os pilares do Simplex, ouvir seria mera formalidade", evidenciou.

A par da "Volta Nacional Simplex", os cidadãos poderão ainda participar através do sítio da internet participa@simplex.gov.pt.

"Estará aberto a todos os cidadãos que queiram participar e dar-nos sugestões para medidas que derivem do seu contacto ou do contacto de seus familiares, com qualquer ponto da administração pública central e até local", informou.

A representante do Governo aproveitou ainda para sublinhar que "é muito importante que as pessoas possam tratar, num único ponto, numa única interação, de tudo o que tenha a ver com um evento de vida".

"É muito importante reorganizar os serviços públicos, tendo em conta o que eles significam para as empresas e para o cidadão e não o modo como a administração está organizada. Vamos trabalhar em conjunto com toda a administração pública, constituindo uma rede Simplex e sempre que possível, sempre que relevante, trabalharemos com a administração local, para em conjunto oferecermos uma resposta mais conveniente para o cidadão", concluiu.

Depois de Viseu, a "Volta Nacional Simplex" segue para a Guarda (19 de janeiro) e Bragança (26 de janeiro), estando prevista terminar no início de abril, refere a Lusa.