O Governo português formalizou a candidatura de António Vitorino ao cargo de diretor-geral da Organização Internacional para as Migrações (OIM), apresentando o antigo comissário europeu como um "profundo conhecedor" desta problemática, anunciou esta terça-feira o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE).

Em comunicado, o executivo adianta que a candidatura foi entregue esta segunda-feira em Genebra e refere que as eleições para a liderança da OIM decorrem em junho do próximo ano.

O Governo justifica a candidatura de António Vitorino com a "relevância que Portugal atribui à temática e ao diálogo em matéria de migrações e à premente necessidade de serem encontradas soluções eficazes para os problemas migratórios no quadro internacional".