O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, disse esta quarta-feira que o orçamento para o próximo ano vai ser de «rigor», mas garantiu que é o necessário para manter a segurança do país e a capacidade operacional das polícias.

«É um orçamento evidentemente de rigor, não estamos fora desse esforço que tem sido exigido a todos os ministérios e ao país, mas é um orçamento capaz de cumprir a missão primeira do Ministério da Administração Interna», disse aos jornalistas Miguel Macedo, à margem de uma conferência internacional sobre o furto de metais não preciosos, que a GNR organiza em Lisboa.

O ministro adiantou que o orçamento para o próximo ano da administração interna é o necessário para cumprir o objetivo de garantir a segurança do país.

«É o orçamento de que necessitamos para cumprir um objetivo que temos sempre dito, sendo a segurança uma prioridade estratégica do país, nós não podemos e não pusemos nunca em causa a capacidade operacional para garantir essa segurança», sustentou.

Miguel Macedo salientou ainda que o Ministério da Administração Interna tem gerido «com muito rigor e cumprido» com os orçamentos dos últimos anos.

A proposta de Orçamento do Estado para 2015 é entregue esta quarta-feira na Assembleia da República.