O CDS-PP enalteceu este domingo o entendimento obtido entre o Governo e os sindicatos da UGT no que se refere à prova de acesso à carreira docente, definindo a solução encontrada como «equilibrada».

«Assinalamos a obtenção de um acordo sobre esta questão. Julgamos que é de saudar um acordo que vem equilibrar os critérios de acesso dos professores a essa prova, sem pôr em causa um instrumento de avaliação que também consideramos muito importante para a qualidade do ensino», disse o deputado centrista Michael Seufert em declarações à agência Lusa.

O parlamentar falava depois do ministro da Educação e Ciência ter anunciado que os professores contratados com cinco ou mais anos de serviço ficarão isentos da prova de acesso à carreira docente.