O ex-deputado do PSD Luís Menezes criticou, esta terça-feira, a intenção do Governo de alargar a proibição do consumo de álcool aos menores de 18 anos.
 
O social-democrata utilizou o Twitter para defender que esta nova lei pode até aumentar a «vontade» de consumo entre os jovens.

 
Luís Menezes ainda espera que o Governo não avance com esta intenção e, em jeito de brincadeira, faz um pedido como pai.
 
O Governo quer proibir o consumo de todas as bebidas alcoólicas a menores de 18 anos, sendo que, até agora, a lei que está em vigor e que foi criada já pelo Executivo de Passos Coelho está a revelar pouca eficácia.
 
No início de 2013, quando o Governo começou a movimentar-se neste sentido e quando ainda nem sequer se sabia que a cerveja e o vinho iam ser exceções (atualmente, podem ser consumidos por maiores de 16 anos), um dos grandes críticos da lei foi Pires de Lima.
 
O na altura presidente da Associação de Produtores de Cerveja e agora ministro da Economia considerava que esta proposta era «proibicionista» e «completamente disparatada», defendendo, ao invés, um maior investimento na educação dos jovens e um aumento da fiscalização.
 
A cerveja, confirmou-se depois, «salvou-se» da lei e manteve-se permitida aos maiores de 16 anos. É esta exceção que o Governo pode agora abolir. Resta saber se Pires de Lima, ex-presidente da Comissão Executiva da Unicer, mantém a sua opinião.