O Movimento Alternativa Socialista (MAS) quer voltar a chamar o Bloco de Esquerda (BE) à mesa para novas conversações sobre uma possível convergência à esquerda para as eleições europeias de maio, foi revelado nesta quinta-feira.

Em comunicado, o partido sublinha que «apesar de ser do domínio público a recusa do BE em concretizar alguma convergência», há uma vontade do MAS e do movimento 3D, que hoje estiveram reunidos, em «retomar o diálogo entre todas as forças atualmente envolvidas e, se possível, numa reunião conjunta entre todos: o Movimento 3D, o partido Livre, o MAS, os renovadores comunistas, o próprio BE (que vai ser chamado de novo a conversações) e alargar mesmo este diálogo ao PAN».

O MAS diz que «ficou de se aguardar por um novo encontro» para determinar se o objetivo de convergência à esquerda «é possível de concretizar».

Do encontro de hoje com o movimento 3D surgiram também críticas à «atual ofensiva do Governo da direita contra a população», promovendo o executivo, dizem as forças políticas, «uma verdadeira calamidade pública de desemprego e pobreza no país nunca antes vista», o que requer «respostas audazes por parte da esquerda atual».