«Romper o acordo com a troika seria um suicídio»

Marques Mendes acusa Seguro de «excesso de demagogia», mas saúda «demarcação» das palavras de Mário Soares

Por: tvi24 / CP    |   11 de Maio de 2012 às 00:10
Marques Mendes elogiou António José Seguro por, na entrevista à TVI, ter garantido que não vai rasgar o acordo assinado com a troika, conforme o apelo de Mário Soares.

«O primeiro ponto positivo foi a demarcação de Mário Soares. Seguro disse que vai cumprir o acordo. Ele não rompeu nem vai romper nunca o acordo, isso seria um suicídio. Alguém que quer ser primeiro-ministro não pode rasgar compromissos», afirmou, na TVI24, acrescentando que o segundo ponto positivo da entrevista foi a garantia dada pelo líder do PS de que vai «manter o consenso político».

Quanto aos pontos negativos, o comentador destacou o «excesso demagogia» e a «política de laboratório», uma vez que a única novidade foi a apresentação de um projeto de resolução.
PUB
Partilhar
EM BAIXO: Marques Mendes
Marques Mendes

COMENTÁRIOS

PUB
Sócrates fala, nega tudo e diz que MP é que cometeu um «crime»

«Falsas, absurdas e infundamentadas». É assim que o ex-primeiro-ministro classifica as suspeitas de ilícitos criminais pelas quais foi detido e preso preventivamente, numa declaração por escrito enviada ao «Público» e à TSF. Diz que a sua detenção foi uma «infâmia» e a prisão preventiva uma «humilhação gratuita». Deixa, ainda, uma mensagem ao PS e termina dizendo que o processo «só agora começou»