Marques Mendes elogiou António José Seguro por, na entrevista à TVI, ter garantido que não vai rasgar o acordo assinado com a troika, conforme o apelo de Mário Soares.

«O primeiro ponto positivo foi a demarcação de Mário Soares. Seguro disse que vai cumprir o acordo. Ele não rompeu nem vai romper nunca o acordo, isso seria um suicídio. Alguém que quer ser primeiro-ministro não pode rasgar compromissos», afirmou, na TVI24, acrescentando que o segundo ponto positivo da entrevista foi a garantia dada pelo líder do PS de que vai «manter o consenso político».

Quanto aos pontos negativos, o comentador destacou o «excesso demagogia» e a «política de laboratório», uma vez que a única novidade foi a apresentação de um projeto de resolução.