A candidata do Bloco de Esquerda (BE) à Presidência da República, Marisa Matias, disse hoje que o Aníbal cavaco Silva deu posse a um Governo "que está a prazo" e acusou Passos Coelho de estar "em pré-campanha para 2019".

"Acabámos de assistir a uma tomada de posse de um Governo que está a prazo, de um Governo condenado e de um primeiro-ministro que aproveitou esta ocasião para fazer um discurso não de apresentação de um Governo mas já uma pré-campanha eleitoral para 2019", disse Marisa Matias, em Bruxelas.

A eurodeputada e candidata do Bloco de Esquerda à Presidência da República acrescentou ainda que "a estabilidade, neste momento, está nas mãos da Assembleia da República".

A candidata bloquista considerou ainda que o chefe de Estado, Cavaco Silva, "aproveitou a ocasião para fazer um louvor ao Governo cessante", acrescentando que "não cabe ao Presidente da República rejeitar, aprovar ou condicionar o programa do Governo e foi isso que vimos".

Pedro Passos Coelho foi hoje empossado primeiro-ministro do XX Governo Constitucional, pelo Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, durante uma cerimónia no Palácio da Ajuda, em Lisboa. Na cerimónia, o Presidente da República afirmou que o executivo de Pedro Passos Coelho tem plena legitimidade constitucional, reiterando que em 40 anos de democracia a responsabilidade de governar sempre coube a quem ganhou as eleições.

Nos próximos dias 9 e 10, o Governo apresentará o seu programa à Assembleia da República. PS, PCP e BE anunciaram a intenção de apresentar moções de rejeição que, a serem aprovadas, implicam a demissão do Governo.