“Os atuais governantes devastaram nestes últimos quatro anos e meio o nosso querido país. O próximo dia 04 de outubro, dia da eleição para a Assembleia da República, é por isso decisivo”, escreve Mário Soares.


"Há que inverter a marcha para o abismo com o grave empobrecimento e a crescente irrelevância internacional de Portugal a que as políticas dos atuais governantes nos conduziram”, escreve.