O deputado do PSD Mário Simões foi multado, no domingo, pela GNR de Beja, por conduzir em excesso de velocidade, conta o «Jornal de Notícias».
 
O social-democrata ia a quase 130 quilómetros por hora no IP2, de Beja para o Algarve, num troço cujo limite era de 90.
 
O deputado pagou a multa de 120 euros no local, mas reagiu mal à multa.
 
Segundo conta o JN, Mário Simões fotografou com o telemóvel o radar e a viatura da GNR, tendo sido alertado que não o podia fazer. Além disso, terá avisado ainda outros condutores, com gestos, o que os guardas consideram ilegal.

O social-democrata ter-se-á então identificado como deputado, queixando-se da «repressão» dos guardas e prometendo «fazer uma exposição» à Assembleia da República, ao Ministério da Administração Interna e à GNR.
 
«O meu carro não marcava a velocidade indicada pela GNR», justifica, defendendo que os radares «deveriam ser colocados de outra forma» para favorecer a prevenção.
 
Mário Soares vai tentar impugnar a coima e está disponível até para «pagar a peritagem do Instituto da Qualidade». Além dos 120 euros que pagou, pode ainda incorrer num pena acessória de um mês de inibição de conduzir.
 
O «Jornal de Notícias» recorda que é a segunda vez que este deputado do PSD é multado por excesso de velocidade. Já em 2013 tinha sido apanhado, pela mesma razão, na EN120, entre Alcácer e Grândola.