O PSD acusou esta quinta-feira o PS de «tentar imolar» a ministra das Finanças, depois de este ter sugerido que Maria Luís Albuquerque ultrapassou as suas competências em maio de 2011 quando pediu informações sobre as empresas públicas.

«Estes emails são um trabalho perfeitamente normal por parte de alguém que era responsável do IGCP e lamentamos que o Partido Socialista evidencie um estado de desespero que não olha a meios para tentar imolar a pessoa política que é a atual ministra das Finanças», disse aos jornalistas o deputado do PSD Adão Silva, à margem da comissão de inquérito aos swap problemáticos contratados por empresas públicas.

Segundo Adão Silva, o importante nesta comissão de inquérito é perceber «quem contratou swap, porque se deixaram contratar swap deste valor, que soluções foram ou não encontradas». No entanto, disse, o PS já não está centrado no que é importante apurar.

«O que ficou claro hoje com este exercício cenográfico dos emails trocados é que o PS não quer saber desta matéria, que é crucial, mas quer imolar a atual ministra das Finanças e isto é para nós inaceitável», sublinhou o social-democrata.

João Galamba acusou a agora ministra das Finanças de ultrapassar as suas competências como coordenadora do núcleo de emissões de dívida pública do IGCP, ao pedir a várias empresas públicas, informação sobre as suas necessidades de financiamento até junho de 2014, altura em que termina o programa de assistência económica e financeira acordado com a troika. Leia aqui.