"Não vou dizer que houve batota, mas quando um partido coloca o presidente, a direção, o núcleo duro do Governo a apoiar um candidato, esse partido está claramente a apoiar esse candidato."

"Não queremos um Presidente da República que apresente disponibilidade para estar permanentemente subordinado a este Governo. [...] Maria de Belém soube manifestar esse distanciamento. Não cabe ao Presidente da República substituir-se ao governo nem às oposições."




"O meu caráter é de granito como esta terra. Não sou a pessoa frágil que alguns pensam que sou. Podem atacar-me à vontade porque tenho um espelho à noite e vejo-me bem. [...] O que fiz foi dentro da lei."


















"Já votei no Costa agora vou votar Belém."