"Um não acordo é muito prejudicial para a Europa e para Portugal."


“O Governo português errou ao não se empenhar na obtenção desse acordo."


"O governo grego errou ao ter uma opção estratégica de confrontação com as instituições.”


terminaram as negociações