O Presidente da República afirmou que propostas para criar condições para os emigrantes portugueses regressarem ao seu país são bem-vindas, "venham de onde vierem".

Escusando-se a comentar em concreto o anúncio do secretário-geral do PS e primeiro-ministro António Costa de incentivos para os portugueses que emigraram durante a crise financeira regressarem ao país, Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou que esta é "uma preocupação nacional, várias vezes declarada por muitos de todos os quadrantes" político-partidários.

"Tudo o que for feito - venha de onde vier - é bem-vindo" para não se esquecer "os que estão lá fora, mas por outro lado criar condições para os que queiram voltar voltem", afirmou o Presidente da República.

Marcelo Rebelo de Sousa, que falava aos jornalistas em Castanheira de Pera, quis ainda deixar uma palavra de agradecimento aos emigrantes que por esta altura começam a partir para os países onde vivem.

"Quero agradecer o que eles estão a fazer, criando Portugais fora de Portugal. Estão a fazer com alegria, com determinação, muito ligados à pátria comum, mesmo quando a sua vida é uma vida difícil", disse.

Entre segunda-feira e quarta-feira, Marcelo Rebelo de Sousa está de "férias" pelos concelhos mais afetados pelo grande incêndio de Pedrógão Grande, que ocorreu em junho de 2017.

Na segunda-feira, deu um mergulho numa praia fluvial de Penela e provou vários queijos em Rabaçal. Já hoje, experimentou as ondas artificiais da Praia das Rocas, na Castanheira de Pera, sempre rodeado de pessoas a pedir ‘selfies', beijinhos e abraços.