O Presidente da República realçou esta segunda-feira a importância dos portos para as exportações portuguesas e disse que se vai informar sobre o anunciado despedimento coletivo no Porto de Lisboa.

Eu tenho à minha espera informação sobre essa matéria que, como sabem, segue-se a uma greve de estivadores e agora à hipótese de realização de uma greve de trabalhadores portuários. Mas não tenho a informação ainda na minha mão. Eu vou ver o que se passa", declarou Marcelo Rebelo de Sousa, em resposta aos jornalistas.

No final de uma visita ao Conservatório Nacional, em Lisboa, o chefe de Estado referiu que "isto é um processo longo, que não é de agora", e realçou a importância dos portos: "É um processo naturalmente importante, porque nós exportamos através dos portos muitíssimo e uma das prioridades da economia portuguesa é a exportação".

Mas eu não queria avançar mais sobre isto".

Os operadores do Porto de Lisboa anunciaram que vão avançar com um despedimento coletivo por redução da atividade, depois do Sindicato dos Estivadores ter recusado, na sexta-feira, uma nova proposta para um novo contrato coletivo de trabalho.